quarta-feira, 2 de julho de 2008

BRAIN AN BLOOD

Numa noite em que espaço e tempo já se tinham fundido numa amnésia, perdurava o brilho prateado de uma lua adormecida. Respeitando o silêncio do seu sono, dois corpos tinham mergulhado no abandono de um chão. Por entre ervas e pétalas de flores selvagens descansava a carne de dois seres extenuados. O suor do seu corpo era o orvalho daquela noite.
Por Eumesma

3 comentários:

Anónimo disse...

A tua escrita fascina-me, os teus desenhos fazem crescer em mim um desejo incontrolavel de te conhecer! posso deixar aqui o meu numero de tlm?
espero resposta.

De admirador secreto

eumesma disse...

Bem, desta é que eu não estava á espera. Criticas para o bem e para o mal, que chovam elas, mas admiradores secretos é mesmo...muito á frente!!!
Tens a certeza que não me conheces, é porque o meu blog, é um bocado caseiro (julgo que a esmagadora maioria de quem o visualiza são amigos meus), aliás é esse o meu principal objectivo, mostrar o que me dá prazer desenhar e escrever aos meus amigos.
Mas como gosto de pessoas curiosas e como eu própria o sou, e muito:) tens disponivel aqui no blog o meu mail, entra em contacto comigo!!
Ah! E já agora obrigado por gostares.

Anónimo disse...

Assumi o teu desafio como um batalha, cumpri o que me pediste, qual escravo, qual prisioneiro, que aguarda ansiosamente pela liberdade, também espero pela tua resposta...

ps. ve o teu mail.

bjo do teu admirador secreto