sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

TEMPO PENDULAR


Tique-Taque, o tempo
Não pára!
Tique-Taque, o tempo
Avança!
A ansiedade corroi...
A espera desmorona...
A partida não chega,
A chegada fica loge.
Estou e não estou,
Vou e não quero ir.
Chama por mim e
Recebe-me.
Acabei de partir!
Por Eumesma

5 comentários:

gomejose disse...

O tempo não pára, avança a cada segundo do relógio. Mas quando a ansiedade se apudera duma alma indecisa e cheia de receios os segundos tranformam-se em horas e as horas em eternidades. O desgaste psicológico é enorme, fisicamente corpo ressente-se, o olhar fica turvo o cabelo fica baço, o semblante fica carregado. A mente é poderosa, cheia de truques, não nos dá sossêgo. Coloca-nos os piores cenários possiveis e imaginários, como que a avisar, "tem cuidado, não te metas em aventuras, deixa-te estar, tens uma vida confortável e segura". Por outro lado esta mesma mente, cautelosa, deixa-se, por instantes, levar por uma sensação de liberdade, por um desejo de conhecer o mundo e as pessoas que dele fazem parte. O futuro que antes era escuro passou a ser claro como um dia de sol, o semblante que antes era carregado passou a demonstrar leveza, os olhos, de turvos passaram a brilhantes.
De repente, tudo volta ao ínicio, e o ciclo repete-se, mas o tempo já não é o mesmo. Nunca se repete, avança como um cronómetro numa corrida de 1oo metros...

eumesma disse...

valeu a pena te oferecer o desenho. Os teus comentários tens ajudado a ter vontade de continuar a escrever.Obrigado

alguem com juízo disse...

A escrita incongruente e sem qualquer sentido lógico que aqui abunda, é própria de mentes neblosas e incapazes de compreender o que lhes rodeia sem dissociar de uma psicanálise analitica,maioritariamente composta de profundos disparates. O fartar vilanagem de palavras aparentemente sequiosas de significado mas que bem expremidas não dão nada só demonstram a incapacidade de quem as escreve em compreender o que o mundo que o rodeia, passando a laborar em equivocos próprios de quem cria pseudo-mundos imaginários em que gostaria de viver!!! enfim...tratem-se

Anónimo disse...

Deves ser parvo...

sofia

Ruben Alves disse...

Caro "alguem com juízo disse...", é sem dúvida uma atitude deplorável essa que veio a ter. Não entendo como alguém é capaz de entrar na casa das pessoas, insultar o dono da casa a titulo pessoal. Essa atitude deplorável, era certamente mais repleta de dignidade se tivesse identificado de forma em talvez entender o motivo da sua crítica injustificada e destrutiva do seu comentário.
Não só, não concordo com o seu alinhamento de frases, como também vejo na sua atitude cobarde uma ausência total de testosterona (leia-se "Cojones").
A busca de palavras caras no dicionário pode tornar-se numa poderosa arma quando bem utilizada, e tão patética quando usada da forma como a usa. Talvez umas leituras da Paula Bobone iriam acalmar um pouco os seus ânimos... ou talvez um Harry Potter... Pelo menos, parece fazer parte do público alvo deste último...